FAQ

Bem, durante a vida do blog recebi muitas dúvidas parecidas da galera, então em vez de responder uma a uma, acrescentei as perguntas aqui e todos podem acessar as respostas mais rápido. [Nota: observem que viajei de janeiro a julho de 2012, os valores e as infos provavelmente devem ter mudado bastante]

ORÇAMENTO

Quanto vocês gastavam por dia?
Vamos começar com a pergunta que realmente interessa. Essa é a clássica, né? Usamos mais uma vez o Lonely Planet Southeast Asia on a shoestring (edição 2010) para ajudar na programação. Eu achei bem sensata a média diária do guia, geralmente dava isso mesmo. Os valores são esses (em dólares):
Tailândia: $16 a $20
Camboja: $15 a $20
Vietnã: $20 a $35 (acho que $35 é um exagero)
Laos: $15 a $20
Hong Kong: Aqui chutamos o pau da barraca e gastamos bastante, uma média de $50 por dia.
China: Acho que dava uma média de $20 a $30 por dia, esses valores não há no Guia.

Bem, outros países que não fomos, mas vou colocar a média passada pelo Lonely Planet:
Indonésia: $15 a $20
Malásia: $18
Myamar (Birmânia): $15 a $30
Filipinas: $20 a $25
Cingapura: $40

Com esses valores conseguíamos comer, dormir, nos transportar dentro da cidade e entre cidades (via terrestre) e fazer os passeios. Raramente pegávamos taxi, sempre demos preferência à andar a pé ou ao transporte público. Não gostamos de tour então não fazíamos muitos, acho que fizemos uns 4 tours com agências e tivemos péssimas experiências. Procurávamos fazer os passeios de modo independente, o que acabava saindo mais barato. Se em algum dia ultrapássavamos a média, no outro dia acabávamos compensando o valor.

Como vocês fizeram com o dinheiro?
Não há consenso entre os mochileiros quando o assunto é “como manejar seu dinheiro de viagem”, não estou dizendo que a nossa forma possa ser a melhor, mas aqui estou para falar unicamente da nossa experiência. Fazíamos uma média de quanto gastaríamos nos próximos 15 dias e sacávamos esse valor na função débito do cartão. Mantínhamos a grana sempre bem guardada no nosso money belt. Às vezes a grana durava dois dias a menos, as vezes três dias a mais. Sempre muito fácil encontrar ATMs (os caixas 24h) a menos que você vá para uma ilha isolada. Toda vez que você saca é cobrada uma taxa, por isso sacávamos grandes valores para compensar. Não usamos VTM.

>>> O blog Viagem Afora fez um excelente post sobre o assunto, confira aqui!

HOSPEDAGEM

Como vocês fizeram para se hospedar?
Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja: Nunca reservávamos nada e nunca tivemos problemas para encontrar um hotel. Antes de ir para o lugar dávamos uma checada no Lonely Planet e víamos qual era a área onde havia a maior concentração de hotéis no mesmo lugar. Às vezes pegávamos um hotel indicado pelo guia, mas chegávamos lá na sorte e sem nada reservado. Se não houvessem vagas, era só procurar em volta, geralmente os hotéis ficam em áreas onde se concentram vários turistas, por isso há várias opções. Às vezes, quando descíamos do ônibus ao chegar na cidade, vários tuktuks abordavam a gente dizendo que tinham hotéis baratos. Confirmávamos os preços e íamos com eles. Evitamos ficar nos hostels internacionais que por serem meio que de “grife” acabavam saindo muito mais caros que os hotéis normais. Nunca pagávamos mais de $5 por cabeça para dormir, o preço variava entre $3 e $5.

Hong Kong: Hong Kong era um lugar bem carinho para dormir, quartos compartilhados chegavam à $17 por cabeça. Usamos o Couch Surfing e ficamos na casa de um casal muito querido!

China: Na China nossa média aumentou para $7 por pessoa. O problema é que na China optamos ficar apenas em hostels (mais caros) onde conseguíamos nos comunicar em inglês com os funcionários. É possível achar hotéis mais baratos, mas o problema da comunicação dificulta muita coisa. Na China sempre reservávamos o hostel antes de chegar na cidade, usei bastante os sites Hostels, Hostelworld e Hi Hostel para fazer as reservas.

Vocês compartilhavam o quarto?
Sim, muitas vezes pegávamos quartos compartilhados não só por economia, mas também para conhecer novas pessoas. Às vezes conhecíamos alguém no ônibus em direção à cidade, começávamos a conversar e acábavamos procurando juntos um quarto para dividir. Quando estávamos de saco cheio voltávamos para os quartos de casal, rs…

É verdade que vocês dormiam entre ratos e baratas?
Mentira! Quer dizer… no nosso quarto de $2,50 em Chiang Mai sempre apareciam alguns animaizinhos para dar um oi, mas de resto os quartos eram ótimos, rs… Pegamos muitos quartos de casal equipados com ar-condicionado e TV a cabo.

>>> Veja tudo o que já foi publicado no blog sobre hospedagens.

VISTOS

Como vocês fizeram com os vistos?
Bem, para a Tailândia brasileiros não precisam de visto, ganhamos 3 meses na imigração. Os vistos para o Laos e o Camboja são tirados logo na entrada do país.Os valores variam de acordo com as nacionalidades.

O visto para o Laos custou $30 + pequena extorsão de $1.

O visto para o Camboja custou $20 + extorsões de $8 (nesse post conto como foi cruzar do Laos para o Camboja por terra).

O visto vietnamita foi tirado no Camboja por $46 na cidade de Sihanoukville e ficou pronto em um dia. Ouvi falar que Sihanoukville é um dos lugares mais rápidos e baratos para se tirar esse visto.

O visto para a China foi tirado em Hong Kong na Embaixada da China conforme o relato deste post. Conhecemos um brasileiro que tirou o visto chinês no Rio de Janeiro e foi um inferno, ele teve que reservar todos os hotéis e passagens de entrada e saída do país com antecedência para poder conseguir o tal do visto. Jamais nos pediram para mostrar a passagem de saída do país, se te pedirem explique que você vai sair por terra.

Para checar mais informações sobre vistos, consulte o excelente site Visto para todo o Mundo.

SAÚDE

Vocês usaram algum seguro para viajar?
Fechamos o seguro do Itaú Viagens por R$546 para o período de 138 dias aproximadamente, no plano mais básico. Só precisamos entrar em contato uma vez quando perdemos as malas e os caras foram bem prestativos nos ajudando na busca. É preciso que alguém tenha conta no Itaú para fazer o seguro.

Vocês ficaram doentes?
Sabe todas as dicas que demos no post Dicas de Saúde? Nós fizemos tudo ao contrário! Tomávamos os deliciosos shakes com gelo todo dia, comemos algumas poucas saladinhas e frutas e olha só, sobrevivemos! Não estou recomendando que façam como nós – que nos arriscamos a ponto de comer sashimis em uma barraquinha no Camboja… essa foi perigosa! – mas também não dá para ficar na neura o tempo todo. Talvez, se o tempo de viagem for curto, seja realment necessário  tomar precauções, já que dois dias na cama pode significar muita coisa. Mas como tínhamos bastante tempo, uma dorzinha de barriga não seria o fim do mundo se perdessemos uns dias. Ah, para não mentir, eu fiquei 1 dia “passandinho mal”, justamente depois de termos comido um hamburguer num lugar caro. O Rô só teve a zica do siso começar a querer aparecer durante a viagem…rs..

Vocês tomaram o remédio da malária?
Não tomamos, estamos vivos. Ei, isso não é nenhum incentivo para que você deixe de tomar também, fica a seu critério. Depois não queremos nenhum processo contra o Àsia de Mochila! 😉

COMUNICAÇÃO

Como vocês fizeram para se comunicar?
Nos países do Sudeste Asiático (Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã) foi bem tranquilo, não tivemos dificuldade nenhuma, a maioria das pessoas era capaz de falar um inglês decente. Na China o buraco foi mais embaixo, inglês zero! Por isso ficávamos em hostels, onde os funcionários falavam inglês, e pedíamos para que eles escrevessem tudo o que precisávamos em mandarim. Uma coisa que nos ajudou bastante foi o Phrasebook em Mandarim do Lonely Planet que baixamos no ipod. Não é o melhor do mundo mas foi uma mão na roda em diversas ocasiões.

Para mais dicas de comunicação na China, acesse esse post.

BAGAGEM

Qual o item que não pode faltar na sua bagagem?
Podem me chamar de geek, mas para mim o item que foi de maior utilidade na mochila foi um ipod. Comprei um ipod touch em Hong Kong e o Rô já tinha um. Não sei mais viajar sem ele. Salvávamos mapas, tínhamos o dicionário, o Phrasebook, tirava fotos quando não queria carregar a máquina, fiz vídeos, previsão do tempo, meu melhor amigo! rs… Ah, e não vamos nos esquecer de sua mais básica função: tocar música!
Hoje em dia eu acrescentaria um celular nessa lista para poder comprar um chip no próprio país. Não é um item imprescindível, mas reconheço que muitos desencontros rolavam com amigos que fazíamos por lá pela falta de um celular.

Vocês despacharam alguma coisa para o Brasil?
Sim, despachamos 5kg de tralhas e mimos pelo correio de Hong Kong. Eu já havia ouvido falar que o correio era muito bom. Pagamos HK$ 225 por 5kg (ou HK$145 por 1kg) e despachamos por navio. Demorou 2 meses para chegar em São Paulo, mas chegou. Também vi muita gente despachando coisas por outros países sem problemas!

INTERNET

Era fácil acessar a internet?
Cara, as vezes você vai em algum lugar bacana em São Paulo que não tem wifi, mas por todos os países que passávamos pela Ásia encontrávamos algum lugar sem vergonha com wifi! No Vietnã o Facebook às vezes era bloqueado por conta do governo comunista, então eu tinha que usar o Freegate no meu laptop, um software que fura a censura. Já na China, o Facebook, o Twitter, o You Tube, o Blogspot, o WordPress e qualquer outro site com conteúdo que o governo chinês considere “contra o governo” é bloqueado. Na China eu sempre tinha que ligar o Freegate, o problema é que a conexão que já é lenta lá, fica pior ainda.

ROTEIRO

Nã! Você poderia dar uma opinião sobre o meu roteiro?
Sorry pessoal, mas de um tempo para cá cheguei à conclusão de que prefiro não opinar. Outro dia estava conversando com a Camila que conheci na Tailândia e estávamos falando sobre nossas cidades preferidas… Ela amou Hue – que foi a cidade que menos gostei no Vietnã – e ela não curtiu Hoi An, que foi uma das minhas cidades preferidas da Ásia. Agora, pensa, se ela tivesse super me recomendado para ir para Hue… eu ia ficar puta com a Camila por ter me mandado para lá! Então, não quero ninguém com raiva de mim… todas as minhas opiniões sobre as cidades estão nesse blog, o que recomendo é você ir pessoalmente averiguar cada uma e se não curtir, simplesmente parta para a próxima!

CLIMA

Afinal, qual é a melhor época para viajar para a Ásia?
Deem uma olhada nesse post que escrevi sobre o assunto.

SEGURANÇA

E aí? Viajar pela Ásia não é perigoso não?
Perigoso? O Brasil é perigoso! Nunca sentimos medo por nenhuma dessas cidades que passamos, andávamos tranquilamente à noite nas ruas. Não sei como seria a situação para uma mulher viajando sozinha, mas daí, vai o bom senso né!… Aliás, bom senso é o que não falta para quem vive no Brasil, acho que dá para levar nosso desconfiometro junto na bagagem. De resto vá tranquilo e atento, furtos podem ocorrer assim como em qualquer lugar do mundo para gringos desavisados, mas assaltos violentos, acho que não é tão comum.

Onde vocês guardavam o dinheiro? É seguro deixar no hostel?
Amigos, não há fórmulas para isso. Algumas pessoas dizem que é mais seguro deixar a grana na mochila do que carregar no money belt… Nós fizemos isso e tivemos dinheiro e cartão roubados (não sabemos exatamente aonde isso aconteceu e nossas malas tinham cadeados). Então realmente não tem o que fazer, é confiar na sorte… depois de termos sido roubados, passamos a guardar no money belt e deixar nossos pertences de valor (laptop por exemplo) no cofre do hostel. Aliás, ir para um hostel com cofre passou a ser preferência.

Meninas viajando sozinha
Consultem os blogs Preciso Viajar e Rasga World Trip, talvez as meninas possam explicar melhor do que eu como é viajar sozinha pela Ásia. 😉

Anúncios

46 respostas em “FAQ

  1. Olá, olha a minha duvida qual a moeda em que falas na parte do orçamento? falas em dólares?
    e falas em comida e dormida certo? as passagens aéreas e vistos e assim fora parte correcto?

    obrigada…estas ajudas são fantásticas…

  2. Olá pessoal,

    Muito bom o relato de vcs!

    Estou planejando uma viagem a Ásia para daqui 1 ano, mas o meu problema que não falo inglês, somente português e espanhol…..a dúvida: dá para se virar por lá somente com isso?
    Será traumatico, ou sairia vivo no final!
    obrigado

    • Carla… tem que saber inglês sim, nem que seja o básico, pelo menos para se virar com as coisas banais do dia-a-dia. Além disso, pensa que sem falar inglês você não vai poder interagir com os outros viajantes… conhecemos dois amigos russos no Vietnã, um que falava inglês e o outro não… O que não falava ficava super deslocado, só dependendo do amigo… à noite ele nem saía com a gente porque sabia que não ia conseguir falar nada. Em um ano, com esforço, dá para você aprender bastante coisa! 😉

  3. gente gostaria de saber os gastos de uma viagem a asia mais o menos,diarios,tirando os 5000 trais da passagem. kkk

  4. Oi, Ana. Parabéns pelos blog! Os relatos são muito bons.
    Estou indo pra Hong Kong e acho que vou querer despachar algumas coisas de lá. Como vocês despacharam pelos correios? Há uma agência específica para isso? Podemos despachar qualquer tipo de produto?
    Obrigada!

    • Oi fernanda… fomos numa agência qualquer de correios lá mesmo, lá eles dão um papel que você preenche facilmente com endereço e etc.… Quanto aos produtos que podem ser despachados, acho que cada país deve ter suas leis a respeito disso, não sei te responder… Beijos!!!

  5. OI Na primeiramente parabens pelo blog, eu ainda nao tinha visto o FAQ, me desculpe haver postado questoes que vcs ja haviam comentado a questao de visto. Porem , eu gostaria de saber uma coisa que vcs ja postaram ainda assim estou em duvida….
    A questao do dinheiro lap top, mochilas vcs sempre deixavam nos hosteis? Passaportes por exemplo essas coisas eu morro de medo e de perder documentos…. E comprometer a viagem ou perder os cartoes….?? Outra coisa vcs comentaram que perderam as malas-? Mas onde? Eu nao estou pedindo seguro vou tentar usar meu proprio seguro daqui da Franca la parece que cobre se eu fozer algum curso… “diving”.
    Entao era seguro deixar as coisas nos hosteis, eu li na lonely planet que a gente tinha de fazer atencao com deixar as coisas no hotel mas andar com o mochilao ninguem merece….
    Como vcs faziam com essas coisas, PC, Passaporte, Cartoes?

    Eu ate pensei em so levar o iphone, como e um tablet, pega wifi, vou colocar o pdf da lonely planet southeat asia que consegui e vou levar meu kindle que para mim e indispensavel para poder ler em longas viagens de BUZU….

    Ah e nos onibus tambem vcs deixavam a mochila embaixo ou viajavam com vcs? Visto seu comentario de poiera em luan prabang e bom colocar um saco p proteger a mochia ne?

    Grande abrs, e obrigado por tudo, ate penso que vou fazer tambem um Blog…. Incluindo Singapura e Malasia…. Abrs!!!!!

    • Oi James, blz? Sobre onde carregávamos as coisas, acabei de acrescentar sua pergunta por último nesse post. Sempre andávamos com duas mochilas, a grandona e uma bem pequena, a mochila de ataque com tudo de mais importante. Assim não tinha problema e deixar a mochila lá embaixo no porta bagagens do ônibus (sempre com cadeados) pois a mochila importante viajava conosco o tempo todo.

      Aconteceu sim de termos sido roubados, por isso recomendo levar dois cartoes – afinal, foi o que nos salvou.

      • Valeu mesmo, engracado depois de anos que moro na Europa, sempre fazendo compras em Londres, de tanto vc falar da decatlon eu nunca tinha ido, moro na Franca… Entao fui ontem lembrei de vc e do Blog alias vc iria adorar a Decatlon de Lille, e um imennnnnnnnnnnnnso campus, dizem que e a maior da Europa… Se passar por aki nao deixe de visita la… So me dar um toque abrs!!! E daki 9 dias estou ai, valeu por tudo!

  6. oi, queria saber a média de preços dos eletrônicos, vc disse que comprou um ipod lá, quanto vc pagou nele?
    beijos

    • Aline… agora não lembro de cabeça o valor exato, mas lembro que na época quando fui conferir no site da apple para comparar os preços deu metade do preço que se paga no Brasil, hehe

  7. Olá Ana, tudo bem?!
    Antes de mais nada, parabéns pelo blog! Nós acompanhamos os relatos de vocês desde que decidimos viajar para o sudeste asiático, em junho deste ano. Embarcamos agora dia 31 de dezembro para nossa experiência (curta, infelizmente!) de 26 dias pela Tailândia, Camboja e Vietnã, e vamos usar muuuuitas dicas que vocês deixaram aqui, por isso resolvemos dar uma passadinha para dizer MUITO OBRIGADO! Vocês tiraram várias dúvidas que nós tínhamos e nos ajudaram a definir nosso roteiro, o que facilitou nosso trabalho de pesquisa e nos deixou bem mais tranquilos pra cair na estrada. Parabéns pela iniciativa!
    Um abraço!!!!

  8. Olá,
    Gostaria de saber o valor total gasto com a trip? Vcs conseguiam planejar a viagem com quantos dias de antecedência? Quando eu fui para a Coréia do Sul sempre fazia meus planos e roteiros para as viagens de fds mas dificilmente conseguia cumprir pq quando chegava em algumas cidades percebia q havia muitos mais lugares a serem visitados do q eu tinha visto na inernet, isso acontecia com vcs tb?

    • Oi Emerson, não tenho o valor exato de quanto gastamos porque teve um ponto que desisti de anotar… mas tínhamos R$15.000 planejados e não gastamos tudo isso… mas enfim, já sabíamos os lugares que íamos e deixávamos rolar… o Laos não tava planejado e decidimos ir 2 dias antes…

  9. Oi Ana, seu blog tá sendo super útil pro meu tour, vou pra Cingapura por 2 meses e pretendo fazer Tailandia, Laos, Camboja, Vietnam e Malasia.
    Uma dúvida, como vcs faziam para lavar roupa? É facil encontar aquelas lavanderias com maquinas de lavar self service? Qto custa?

    • Oi Clau, pra onde você virar a cabeça vai encontrar placas e mais placas escritas “Laundry”, qualquer hostel oferece e se não oferecer, a vizinha do seu hostel vai oferecer. Custa em média $2 no máximo por 1kg.

    • Oi Clau, pra onde você virar a cabeça vai encontrar placas e mais placas escritas “Laundry”, qualquer hostel oferece e se não oferecer, a vizinha do seu hostel vai oferecer. Custa em média $2 no máximo por 1kg.

      • Ah, q ótimo, é um detalhe q eu não vi em nenhum lugar e achei pertinente perguntas!
        Obrigada!! 🙂
        Aproveitando o abuso… Que lugar é legal ficar na Saigon, Hoi An e Hanoi? Sempre tenho uma dificuldade imensa de escolher lugar pra ficar…

      • Pois é, vacilei em alguns posts, perdi a informação e agora não lembro… =( só no final do post sobre Hoi An que fiz um comment sobre o hotel que ficamos… mas se você for viajar sozinha é bom ficar em hostel mesmo para conhecer mais gente… =)

  10. Olá Nã, li seu blog e está me ajudando muito, estou tirando muitas informações.
    Irei para Tailândia e Camboja em fevereiro, como vcs fizeram pra levar dinheiro?, Estou na dúvida se faço um cartão VTM ou levo o dinheiro em espécie msmo.

  11. Oi Nã! Otimo blog, super parabens!
    Li que vc prefere nao opinar a respeito de roteiros, mas quero uma opinião!
    Camboja ou Vietnam? To indo fazer uma viagem, mas estamos na duvida entre esses dois paises! Obrigada!

    • Barbara, continuo não opinando, ainda mais sobre esse assunto polêmico… rs… como eu disse aqui no blog antes, o Vietnã é um dos meus países favoritos, mas se conheci uns 10 viajantes que foram para lá, 8 odiaram e saíram falando mal… portanto… é com você!!! rs…

  12. Queria saber onde vc desceu , qual foi o primeiro destino, saindo de São Paulo? Grato e Parabens pelos posts!

  13. Olá, adorei o blog. Gostaria de saber se conheceram alguma manina viajando sozinha? e a opinião sobre os paises asiáticos em relação a isso?

  14. Olá Nã, só agora eu lembrei de uma coisa importante! Sou alergica a camarão, consigo comer nas barracas de rua sem morrer? Tem algum lugar escrito o que tem de ingrediente?
    Obrigada.

    • Oi Thais, tranquilo, da pra ver quando tem camarão, rs… sempre vai ter outras opções e normalmente você encontra os menus em inglês (exceto na China, mas na China não me lembro de ter comido camarão)…

  15. Allo Ana e todos os leitores. Tenho acompanhado o blog desde o ano passado pois estou a fazer uma viagem parecida, desde fevereiro já passei na Tailandia, Cambodja e neste momento estamos em Hoi An no Vietname. Agradeço à Ana e Ro por todas as informações, excelentes e a paciência para tantos detalhes que concerteza ajudaram tanta gente. Mas gostava de actualizar um detalhe importante pois acho que muita gente continua a ler e acompanhar o blog e acho que fazem muito bem. Os preços das coisas aumentaram consideravelmente. Na Tailandia há coisas que aumentaram para o dobro. Foi uma grande surpresa para nós e vai ser para muita gente mas é verdade. Depois de falarmos com algumas pessoas a explicação é que a Tailândia está a tentar chegar ao nivel de Singapura e mesmo para os locais não tem sido fácil. Foi uma subida repentina desde Janeiro, inicio do ano e infelizmente nota se muito na carteira. Espero que a informação vá a tempo para que mais gente não seja apanhada desprevenida. Beijos e obrigada por tudo.

    • Esqueci me de dizer que no Camboja e Vietname os preços continuam baixos e vale mesmo a pena a visita e mesmo na Tailândia vale a pena só precisam de estar ligeiramente mais preparados:-)

  16. Me identifiquei de imediato com o que dizem: por onde começar?? Sei de alguns lugares que quero ir, mas minha grande dúvida é de como se locomover por exemplo, de Luang prabang para Khuang Xi ou, de Danang para Hoi An ou Hue. Pretendo fazer algumas cidades do Vietnam, Laos e Camboja, mas terei 20 dias, diferentemente de vocês. Aluga-se carro? Arraja-se excursões lá de ultima hora? Como vocês iam de um local para outro? Só de ônibus?

  17. Ola Simara. Sou a Ana, Portuguesa. Comecei esta viagem do nada e acabei a morar em Hoi An. Antes de partir ja acompanhava o blog e foi muito util sem duvida. Se precisares de alguns conselhos posso ajudar na parte do Vietname e Cambodja. O meu email e charmingana@yahoo.com. Entre Hue, Danang e Hoi An ha varias alternativas. Envia me um email para te poder ajudar.

  18. Olha parabéns pelo blog, vou te falar a verdade; morro de preguiça de ler blogs ( principalmentes aqueles autosuficientes ) o seu me diverti muito lendo o seu, não é longo e é bem explicativo, estou na asia agora e cada vez que mudo de pais leio suas dicas!!! Parabéns bjuuuuuu

  19. Oi! não sei se vc colocou isso no blog, mas enfim, como vc fez de um país para o outro? trem, ônibus, avião? existem cias aéreas de baixo custo lá?

  20. Nã, e o voo de cá pra lá? e de lá pra cá?
    Vou pra lá no final desse ano e isso está me deixando de cabelo em pé.
    Se puder me informar o quanto vocês pagaram, a dificuldade, horas de voo etc, me ajudaria muito. E não importa que não esteja atualizado, qualquer informações é bem vinda.

    Obrigado!

  21. Olá!

    Não tenho muita certeza se você ainda lê os comentários do blog, mas vá lá, vou arriscar mesmo assim.

    Vim aqui mesmo pra agradecer! Acabo de voltar por uma viagem pelo sudeste asiático para a qual você contribuiu muito Nã! Aliás, desculpe a intimidade, mas é que eu li TANTO esse blog nos últimos meses que já me sinto a vontade hahaha

    De verdade, suas dicas foram preciosíssimas! Eu adoro pesquisar e planejar antes de uma viagem, porque me sinto já viajando, e o Asia de Mochila foi de longe meu blog preferido não só pelas informações mas pelo “clima” geral dos relatos. Olhando de novo alguns posts que falam de cidades pelas quais também me apaixonei, como Hoi An, eu quase choro de saudades, juro! Acho que o maior problema de viajar pela Ásia é que antes mesmo de voltar pro Brasil você já está pensando em como ir pra lá de novo…

    Enfim, meus parabéns pelo blog e, de novo, muito obrigada! Estou agora planejando uma viagem pela China pra um futuro próximo, e com certeza vou voltar aqui para fazer pesquisa!

    Beijo grande,

    Nina.

    p.s. um dos momentos mais engraçados da viagem foi quando conhecemos um casal de brasileiros em Chiang Mai e estávamos discutindo qual curso de cozinha íamos fazer quando a menina disse: “nós não conseguimos ir num que tinha sido recomendado pelo meu blog de viagem preferido, infelizmente”. E eu, “que blog???”. A resposta, não deu outra, foi Ásia de Mochila! 😛

    • Nossa Nina, que demais sua mensagem!!! Eu continuo lendo todos os posts porque eles entram na minha caixa de e-mail, mas geralmente não respondo as dúvidas de viagem que já não sei mais…

      Pois é menina… minhas férias são só em setembro agora… e a gente já tava cogitando voltar para a Ásia… mas quando eu penso que vai ser um mês… não sei se o sofrimento é maior haha! Quero morar em Bangkok! Um dia, quem sabe… ❤

      bjobjo =***

  22. O blog era o que eu estava procurando! Eu quero fazer um mochilao pela Ásia, e incluir aí tambem o Japao ( que parece que vcs nao visitaram), a Arábia Saudita, a Índia, Turquia e o Egito, que seria a parada final antes de voltar pro Brasil. Nesse caso, vou precisar de 9 ou 10 meses, pra incluir esses países. Voces tiveram facilidades de se comunicar? Por enquanto, sou fluentes em ingles e falo mal e porcamente o Mandarim. Como planejo essa viagem pra 2017 ou 2018, até lá daria tempo de terminar o mandarim e aprender bem o arabe ou o japones, pra facilitar esse problema.

    Quanto ao dinheiro, dormindo em hostel e nao gastando muito comida, uns 30 mil reais deve ser bastante pra 9-10 meses, ou to sendo otimista?

    Abbraços!

  23. Boa noite,queria passar 1 ano na tailandia,ganho cerca de 4000 mil reais,pelo que eu li,posso pegar o avião e viajar trankilo que vivo bem no pais.

    • Nao pode mais. Antes podia ir renovando o visto a cada 90 dias, mas no final do ano passado, talvez pelo controle militar, isso nao é possivel e mesmo com o acordo brasil-tailandia nao se renova mais o visto. Segundo a embaixadora de la é pq muita gente estava levado assim há mais de 5 anos. Da mais tempo se for se aposentar aqui com todo gasto legal. Ainda é valido tambem comprar um VIP status, mas sai uns 50 mil reais cada vez. Pior é que nem o site eles atualizam, bela surpresa. Uma parte nao percebe por nao entender o idioma e cultura, mas há muita discriminacao contra estrangeiros, desde pagar dobrado ou vezes mais até ser impossibilitado varias coisas, alem da enganação. Infelizmente com o dolar atual parece mais viavel fazer turismo no Brasil ou na america latina. Uma pena os lugares estarem sempre mudando com o tempo, logo nao vai sobrar um lugar tranquilo para longa permanencia.
      Em Tailandia nao espere que seu gastos vao ser mais baratos que no Brasil mais, o ano desse blog o real estava 1,50-1,60 p o dolar, eu consegui comprar por isso na epoca. Agora passou de 3 reais e a cotacao do bath ta na mesma, mais a inflacao.

  24. Olá Ana,

    Estou programando de ir pra Tailândia em fevereiro de 2016, leio o seu blog desde o ano passado para programar minha viagem.
    Rolou uma dúvida! Nós (eu e meu namorado) vamos para Dubai e de lá vamos para Tailândia, Camboja e Vietnã. De Dubai para Tailândia vamos de avião pq pelo que vi são 6hs de voo, mas em relação aos outros países, compensa ir de avião?

    Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s