O que levar na mochila: roupas e acessórios

Depois de postar os objetos que levaremos para o dia-a-dia, aqui estão as roupas e calçados que eu levarei:

• “pijama” – na verdade um shorts e uma regata bem velhos que não me importarei de ter que me desfazer no futuro
• 1 camiseta dry fit – caso for fazer trilhas, usarei essa
• 1 camiseta – com estampa de bicicletinhas rs…
• 1 camisa de manga meia estação – bem leve
• 3 regatas – preta, branca e azul
• 2 shorts – um jeans e outro de pano
• 1 bermuda jeans
• 1 calça jeans confortável
• 1 casaquinho “leve”
• 1 vestido leve
• umas 8 calcinhas
• 2 pares de biquini
• 7 pares de meia soquete
• 3 pares de meia de cano médio
• 1 canga que serve como saída de praia
• 1 canga para estender na areia

• 1 tênis – da Mizuno, com amortecedor. Quando uso esse tênis parece que vou sair voando
• 1 sandália – já tá acabada a coitada, de Bangkok não passa
• 1 par de Havaianas – esse modelo é anos 90 total haha! Ainda estou na dúvida se levo outro par.

Conclusão: tenho certeza de que estou levando muita coisa. Será que dá para tirar mais? =S

Anúncios

O que levar na mochila: para o dia-a-dia

Malas praticamente prontas, vou postar aqui tudo o que estou levando. Quando for algo que eu e o Romolo vamos compartilhar, vou escrever “para dois”. Conforme for viajando vou fazendo comentários sobre cada item que trouxe.

Minha necessaire

Esse é o meu cantinho da mala, posso colocar tudo o que eu quiser sem o Romolo reclamar… porque EU vou levar! Meninas… não façam o que eu faço. Muita coisa aí que sei que é over.
protetor solar L’Oreal FPS 30 (para os dois)
protetor solar para o rosto ISDIN FPS 65 – minha pele mancha muito fácil, não dá para ficar sem isso! Esse protetor da ISDIN custa uma bica, mas é o melhor que já tive até hoje, além de proteger ele tem um hidratante.
creme hidratante para o rosto Hidrapel – eu já disse que minha pele mancha fácil? rs… detalhe, esse creme e o hidratante para o corpo, estou levando uns usados que eu tinha em casa e que estão quase no finalzinho
creme hidratante para o corpo Nivea
loção de limpeza para a pele – tá… eu sei que é dispensável… mas como está no finalzinho resolvi levar rs…
Bepantol e manteiga de cacau para os lábios (para os dois)
Água oxigenada (para os dois)
• mini mini mini perfume
lixa para unha
mini kit costura (para os dois)
band-aids (dentro do porta band-aids roxo)
grampos para cabelos
pinça
lápis para olho – a única “maquiagem” que uso.
cotonetes (para os dois)

Kit banho

Fizemos esse kit para quando um dos dois for tomar banho, simplesmente levar essa necessaire para o banheiro sem ter que ficar pegando cada coisinha. A necessaire é de plástico e pode molhar sem problemas.
shampoo – compramos esses frasquinhos práticos
condicionador
sabonete antibactericida e porta sabonete
giletes
pente
desodorante – o do Romolo não coube nessa bolsinha rs…

Kit Frescurinha

Kit… vamos dizer… uns 65% feminino hehe…
• Tapa olhos
– com cheirinho de camomila, pra capotar mesmo haha
Protetor diário de calcinha
Absorventes e OB’s
Toalha de secagem rápida
Papel higiênico! – bizarro? Nunca subestime o poder de um rolo de papel higiênico!
Tampão para ouvido – não está na foto mas vou levar.

Kit Geek

Carregador de celular
Celular
iPods
lanterna – o porquinho, o porquinho!
mini calculadora
pen drive
fio para colocar 2 fones ao mesmo tempo
carregador de pilhas e claro, pilhas!
usb do ipod com carregador
Faltou na foto: netbook e a câmera fotográfica (que estava sendo usada no momento hehe)

Kit Hipocondríaco

Por favor, não me peçam para listar tudo o que está nessa zona… nem eu sei. Mas vamos tentar resumir:
• Remédios
• Kit primeiros socorros
• Bulas
Infelizmente não conseguimos as receitas de todos… será que passa pela alfândega?

Documentos
• Passaporte (com cópia)
• CNH – (não tiramos a internacional)
• Passagens impressas
• Reservas do hotel em Bangkok impressas – a única hospedagem que reservamos
• fotos 3×4 e 5×7 para vistos
• apólice do seguro de viagem com cópias

Veja no próximo post as roupas e acessórios que levarei! 😉

Como pensar na Mochila (parte II)

Não sei se vocês já leram O Guia do Mochileiro das Galáxias mas há praticamente uma página inteira falando sobre os benefícios de se ter uma toalha na mochila. Segundo o livro, você pode usar a toalha como agasalho para atravessar as frias luas de de Beta de Jagla, pode deitar-se sobre ela nas praias de Santragino V, usá-la como vela para descer numa minijangada as águas do rio Moth dentre outros usos que vão desde “enrolá-la na cabeça para se proteger de emanações tóxicas” até “agitá-la para pedir socorro em situações de emergência”. Quando mandei um e-mail para a Ling (uma londrina-chinesa que conheci durante uma viagem para a Bolívia) perguntando o que eu deveria levar com certeza na minha bagagem, ela foi bem enfática: Leve uma canga! Ling me disse que contabilizou cerca de 16 utilidades para a canga dela, e obviamente me lembrei na hora desse trecho do guia do Mochileiro das Galáxias. Deixo aqui outras dicas que andei pescando por aí para você poder montar sua mochila da forma mais útil possível!

Ling passou cerca de 3 anos viajando ao redor do mundo e essas são as indicações dela:
Canga. Serve como: saia curta, saia longa, cortina ou lençol para sua cama na beliche ou no trem, cachecol, casaquinho, máscara contra poeira, chapéu contra o sol, o que mais você pode querer? Talvez um par de…
Havaianas! Para entrar no box sujo do banheiro compartilhado, para não queimar os pés na areia da praia, para descansar os pés no hostel, para andar confortável na rua… Como diria a Ling, nada como um par de Havaianas originais!
– Cadeados com combinação.

Aqui embaixo estão as dicas do Mochilando pelo mundo, Viagem afora e O Mochilão:

Cloro. Para pingar na água que escova os dentes e lavar frutas e legumes.
Remédios vermífugos e remédios para sarna. Pela alta rotatividade de turistas parece que isso é muito comum por lá.
Lençol pequeno. Para camas com lençóis suspeitos. Nós vamos levar uma espécie de “saco de lençol”.
Fita silver tape. Para quebra-galhos em geral.
Dramin. Para enjoos, nossa, eu que já fiquei enjoada andando de pedalinho na lagoa vou precisar muito disso!
Máscara de dormir.
Tampões de ouvidos. Para fazer par com a máscara de dormir.

Todos deixaram bem claro para levarmos a mala o mais vazia possível, deixar para comprar no caminho algumas coisas conforme for precisando (até porque na Ásia algumas coisas, como roupas, são muito mais baratas) e evitar levar na mala roupa para clima que só vamos pegar meses depois… um super casaco de frio por exemplo, deixar para comprar quando chegar o frio. Obrigada a todos que ajudaram a facilitar essa lista e se você ainda não sabe o que pôr na mochila, fica a dica que resume o espírito todo:

Como pensar na mochila (parte I)

Devo dizer que essa é a principal dúvida nesse momento de preparação da viagem. Pesquisei bastante e aqui darei umas dicas bem gerais sobre como eu acho que deve ser o pensamento geral em relação ao que por na mochila. Mais perto da partida, quando a bagagem já estiver decidida, espero postar aqui com fotos tudo o que vamos levar.

O peso da mochila não deve exceder 10% do seu próprio peso. Nessa hora gostaríamos de ter no mínimo 200 kg, não é mesmo? Há também quem diga que a mochila ideal tem 1/3 do seu peso, mas o que você realmente deve levar em conta é que VOCÊ vai carregar sua mochila. O peso ideal para mim é aquele que me permite andar por um bom tempo sem sentir dores nas costas. Nada mais chato do que chegar super cansado em uma cidade que você não conhece, ter que andar pra cara@@@ procurando um hostel e ainda ficar irritado com o peso nas costas.

– Leve uma mochila de ataque. Como eu já disse num dos posts anteriores, a mochila de ataque é uma mochila menor, uma mochila “de mão” vamos dizer. Você sempre carregará tudo o que for mais importante nela na hora de passear pela cidade. Máquina fotográfica, mapas, garrafa de água, celular, etc… Depois que comecei a viajar com a minha, nunca mais consegui ficar sem. A minha é essa rosa da foto ao lado da Quechua, de 10l, não dá para perceber a proporção na foto, mas ela é bem pequena. Comprei numa cor bem berrante para eu nunca perder ela de vista ou confundir com outra mochila. Pode ser encontrada nas lojas da Decathlon, por cerca de R$ 24,90. (p.s.: Infelizmente a Decathlon no Brasil só pode ser encontrada nas regiões Sul e Sudeste e não é possível comprar pela internet =/)

Prescrição dos remédios. Anticoncecpcionais, remédios para enjoo, dor de barriga, dor de cabeça, peça para seu médico uma receita de todos eles e leve na bagagem de mão. Caso a bagagem seja extraviada – e isso acontece! – você terá todos eles à mão e evitará o cansaço de tentar comprá-los  num país em que você não sabe nem como dizer “remédio” na língua local.

– Evite peças brancas. Tudo bem que no calor o melhor mesmo são roupas brancas, mas como sujam mais fácil você poderá reutilizá-la menos vezes e terá que lavá-las com maior frequência. Dê preferência para roupas de cores claras como o bege, por exemplo.

Tudo o que seca mais rápido é melhor. Camisetas dry-fit, peças esportivas e toalhas com alto poder de absorção, além de levinhas facilitam na hora de você lavar e secar bem rápido, sem precisar colocar depois camisetas e toalhas molhadas dentro da sua mochila. Eu comprei a minha toalha na Decathlon – já viram que sou viciada nessa loja, né? – e ela custa cerca de R$ 19,90.

Bem, essa foi a primeira parte, para não ficar muito longo dividirei esse assunto em duas partes. Até breve com mais dicas. 😉