Como pensar na Mochila (parte II)

Não sei se vocês já leram O Guia do Mochileiro das Galáxias mas há praticamente uma página inteira falando sobre os benefícios de se ter uma toalha na mochila. Segundo o livro, você pode usar a toalha como agasalho para atravessar as frias luas de de Beta de Jagla, pode deitar-se sobre ela nas praias de Santragino V, usá-la como vela para descer numa minijangada as águas do rio Moth dentre outros usos que vão desde “enrolá-la na cabeça para se proteger de emanações tóxicas” até “agitá-la para pedir socorro em situações de emergência”. Quando mandei um e-mail para a Ling (uma londrina-chinesa que conheci durante uma viagem para a Bolívia) perguntando o que eu deveria levar com certeza na minha bagagem, ela foi bem enfática: Leve uma canga! Ling me disse que contabilizou cerca de 16 utilidades para a canga dela, e obviamente me lembrei na hora desse trecho do guia do Mochileiro das Galáxias. Deixo aqui outras dicas que andei pescando por aí para você poder montar sua mochila da forma mais útil possível!

Ling passou cerca de 3 anos viajando ao redor do mundo e essas são as indicações dela:
Canga. Serve como: saia curta, saia longa, cortina ou lençol para sua cama na beliche ou no trem, cachecol, casaquinho, máscara contra poeira, chapéu contra o sol, o que mais você pode querer? Talvez um par de…
Havaianas! Para entrar no box sujo do banheiro compartilhado, para não queimar os pés na areia da praia, para descansar os pés no hostel, para andar confortável na rua… Como diria a Ling, nada como um par de Havaianas originais!
– Cadeados com combinação.

Aqui embaixo estão as dicas do Mochilando pelo mundo, Viagem afora e O Mochilão:

Cloro. Para pingar na água que escova os dentes e lavar frutas e legumes.
Remédios vermífugos e remédios para sarna. Pela alta rotatividade de turistas parece que isso é muito comum por lá.
Lençol pequeno. Para camas com lençóis suspeitos. Nós vamos levar uma espécie de “saco de lençol”.
Fita silver tape. Para quebra-galhos em geral.
Dramin. Para enjoos, nossa, eu que já fiquei enjoada andando de pedalinho na lagoa vou precisar muito disso!
Máscara de dormir.
Tampões de ouvidos. Para fazer par com a máscara de dormir.

Todos deixaram bem claro para levarmos a mala o mais vazia possível, deixar para comprar no caminho algumas coisas conforme for precisando (até porque na Ásia algumas coisas, como roupas, são muito mais baratas) e evitar levar na mala roupa para clima que só vamos pegar meses depois… um super casaco de frio por exemplo, deixar para comprar quando chegar o frio. Obrigada a todos que ajudaram a facilitar essa lista e se você ainda não sabe o que pôr na mochila, fica a dica que resume o espírito todo:

Anúncios

3 respostas em “Como pensar na Mochila (parte II)

  1. Oi Ana!!!
    To viajando aq pela Asia tb e tenho uma dica:
    alem da Canga um lenco, na verdade aqueles maiores, q vc usa de chale, cachecol sabe?
    No fim para mim eh mais util q a canga! Q geralmente fica pindura de cortina nos hostels… hehehe
    Principalmente para cobrir ombros nos templos, q sempre vou com saia no joelho, mas no calor regatinha eh necessaria!
    Alem de ser menos e mais facil de carregar na bolsa q canga!
    Ah! tb adorei seu blog e vou recomendar no meu ok???
    beijos e boa viagem pra vc!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s