Se hospedando na Ásia

Aqui falarei um pouco sobre como você pode se organizar com a sua hospedagem na Ásia.

Couch Surfing: Para quem não conhece, o Couch Surfing é um site onde pessoas do mundo inteiro abrem suas casas para viajantes em troca de… cultura! Isso realmente é incrível, não é mesmo? O nome – Surfando no Sofá – também já diz bastante… Você se inscreve no site, e através da ferramenta de busca procura os usuários que oferecem suas casas (ou seus sofás) no país que você vai viajar. A ferramenta te apresentará todos os perfis dos usuários disponíveis, você analisa o perfil do seu host (e tenha certeza de que ele também vai analisar o seu) e manda uma mensagem falando um pouco sobre você, explicando que você está viajando e se poderia se hospedar na casa dele e blablabla… cabe a ele aceitar você ou não. O que eu quero deixar claro é que o Couch Surfing NÃO é um hotel. Ninguém é obrigado a fazer seu café da manhã ou seu almoço, você se vira sozinho… e cada caso é um caso… alguns vão te deixar a chave do apê, outros você tem que combinar para voltar para casa quando ele estiver lá… enfim… sempre uma caxinha de surpresas. Uma das surpresas que tivemos no Couch Surfing foi quando os franceses que nos hospedavam tiveram que viajar para  visitar seus parentes e simplesmente deixaram a chave do apê com a gente… Imagina só, tivemos um apartamente em Paris para a noite de Natal sem pagar absolutamente nada… rs…

A idéia principal do Couch Surfing é o intercâmbio entre culturas, portanto são bons modos você dedicar um tempo para seu host, quem sabe cozinhar alguma comidinha brasileira, levar algum cd com músicas do seu país… Assim como ele, como morador da cidade, te indicará lugares surpreendentes fora da rota dos turistas, poderá levar você para conhecer a cidade… tudo é uma questão de combinar… inclusive o tempo que você poderá ficar na casa dele. Tenha cuidado antes e leia as referências que outras pessoas deixaram ao visitar seu futuro host e veja se ele realmente tem a ver com você. Confesso que nunca tive nenhum problema, todas as minhas estadias sempre renderam ótimas experiências e os Couch Surfers sempre foram pessoas bem legais, algumas com as quais mantenho contato até hoje. Você pode acessar o site do Couch Surfing aqui.

Num bar secreto em Porto (Portugal) com nossos hosts do Couch Surfing, Liliana e Luis à direita

Hostels: bem mais baratos que os hotéis (principalmente na Ásia) e você pode conhecer pessoas do mundo inteiro. Existe uma rede chamada Hi Hostels com hostels no mundo todo. Você pode fazer a carteirinha da rede (que custa em torno de R$ 50) e adquire descontos na hospedagem em todos os hostels da rede. A carteirinha pode ser feita em alguns hostels que participam da rede ou na Central de Intercâmbio e fica pronta na hora. A vantagem de se hospedar em um hostel é que você acaba conhecendo mochileiros de todos os cantos do mundo que assim como você, estão super abertos para conhecer pessoas novas… É bem legal mesmo, quando eu e R. fomos para Praga, por exemplo, ficamos num hostel e à noite saía todo mundo junto para beber, italiano, chinês, tcheco, tudo misturado… Alguns links que podem ser úteis na sua busca por hostels:

http://www.hostels.com/
http://www.hihostels.com/

No pub em Praga com a galera do Hostel… Italiano, coreano, lituano, alemão, argentino, russo…

No pub em Praga com a galera do Hostel… Italiano, coreano, lituano, alemão, argentino, russo… escolha sua língua! 😉

Airbnb: Assim como o CouchSurfing, no Airbnb as pessoas abrem suas casas ou seus quartos com uma pequena diferença: você tem que pagar. Você pode checar as opiniões e avaliações de quem já alugou o local para saber se é uma boa ou não… Embora nunca tenha feito uso desse serviço, me pareceu bem interessante, fiz uma busca rápida de hospedagem na Tailândia e foi possível encontrar acomodações a partir de $10… e a partir daí você busca por algo que se encaixe no que você queira, tem desde quartos compartilhados até casas-barcos para você alugar. Você pode acessar o site aqui, e assistir abaixo um vídeo explicativo (em inglês) de como funciona a coisa toda (embora eu tenha achado a menina da propaganda com um ar bem metidinho…rs…):

Como nós pretendemos fazer: a nossa idéia é ficar em Couch Surfing nos 3 primeiros dias em cada país. Assim, poderemos pegar dicas e conhecer um pouco melhor da cultura através de um morador e buscar os hostels mais baratos legais com mais calma… Depois pretendo listar aqui no blog os hostels que visitamos, a experiência e o valor custo-benefício que tivemos em cada um deles.

“Where I lay my head is home”
(trecho da música Wherever I may roam)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s